EMPRESA ESCLARECE SOBRE ATRASOS NO TRANSPORTE URBANO

Mesmo que seja feito planejamento considerando os horários de pico e os locais de maior congestionamento na cidade, muitas vezes os ônibus ficam retidos no trânsito em vista do movimento, especialmente nas vias de maior fluxo. Esse esclarecimento é da Auto Viação Chapecó em vista de eventuais atrasos que ocorrem nas linhas que atende no transporte coletivo urbano.

Todas as viagens, segundo a empresa, são programadas dentro de cronograma estabelecido pela prefeitura. Dessa forma, deve ser cumprido horário de saída do terminal, mas há dificuldade na chegada aos pontos, em vista do que pode ocorrer no trânsito, ou seja, além dos congestionamentos existe a possibilidade de acidentes e de problemas mecânicos, estes mais raros em vista da frota renovada.

Para o diretor João Carlos Scopel Filho, a implantação de vias exclusivas para os ônibus é a melhor solução. “As chamadas canaletas, como há em Curitiba, facilitam a mobilidade daqueles que precisam cumprir horários, principalmente os trabalhadores, tanto na ida às empresas como na volta para casa”, argumenta. Para ele, também precisa ser considerado que a execução do transporte coletivo de maneira mais rápida na cidade é fator atrativo para maior número de pessoas utilizarem esse meio de transporte, reduzindo o número de veículos nas ruas.


ROTAS E MEDIDAS SANITÁRIAS


Sobre os desvios de rota, informação da Auto Viação lembra que nas 24 linhas atendidas e suas ramificações, diariamente são cerca de 200 variações de trajetos, nos quais também ocorre a conciliação de horários. Por isso, os motoristas são treinados e preparados para que todas as rotas sejam realizadas corretamente. Para facilitar, a prioridade é de manter os motoristas realizando as mesmas rotas e horários.


Em relação às medidas sanitárias decorrentes da pandemia do coronavírus, a Auto Viação Chapecó indica que tem orientado os motoristas para que exijam dentro dos ônibus o uso de máscaras e de álcool 70, além de obedecer a ocupação máxima dos veículos de acordo com o grau de risco. Para ampliar o controle e adotar medidas caso haja alguma inconformidade, é realizado monitoramento de vídeo em cada ônibus. Mesmo assim, a empresa sugere que os usuários mantenham consigo álcool de uso próprio e contribuam para evitar aglomerações.

EXTRA COMUNICA – Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira-Jornalista/MTE4296RS – 2/09/2021


611 visualizações0 comentário